Iligan City agora em bloqueio mais estrito

CIDADE DE ILIGAN, Lanao del Norte, Filipinas - O presidente Rodrigo Duterte colocou esta cidade de volta em quarentena mais estrita a partir de terça-feira, após um recente aumento de casos da nova doença coronavírus (COVID-19).

O prefeito Celso Regencia acolheu a diretriz do presidente, observando que colocar a cidade em um status modificado de quarentena comunitária aprimorada por um mês foi oportuno, visto que os casos de COVID-19 aqui triplicaram em três semanas.



Iligan costumava estar sob a quarentena da comunidade geral modificada menos restritiva (MGCQ), mas Regencia pediu que a cidade pudesse voltar a um bloqueio mais rígido devido a um surto de infecções.



A região metropolitana de Manila e as províncias de Bulacan e Batangas em Luzon, e a cidade de Bacolod e Tacloban em Visayas foram colocadas em quarentena geral da comunidade em setembro. O resto do país foi colocado sob o MGCQ.

ni ni e jing boran

O Presidente aprovou as recomendações da Força-Tarefa Interinstitucional para o Gerenciamento de Doenças Infecciosas Emergentes em uma reunião com funcionários-chave do Gabinete em Malacañang na noite de segunda-feira.



Epicentro

Iligan City registrou 312 casos COVID-19 em 31 de agosto, acima dos 104 casos registrados em 12 de agosto.

Dos 312 casos, 181 foram classificados como ativos, enquanto 236 (76 por cento) foram devido à transmissão local do vírus.

Isso torna a cidade o epicentro da disseminação do vírus no norte de Mindanao, respondendo por 52% do total de casos de transmissão local ativos na região em 31 de agosto.



De acordo com o escritório de saúde da cidade, 34 das 44 aldeias Iligan têm infecções por COVID-19. Pelo menos metade do total de casos está concentrado em sete aldeias urbanas de Poblacion, Tubod, Saray, Maria Cristina, Tomas Cabili, Villa Verde e Suarez.

- Com relato de Julie Aurelio

Para mais notícias sobre o novo coronavírus, clique aqui.
O que você precisa saber sobre o Coronavirus.
Para obter mais informações sobre o COVID-19, ligue para a Hotline DOH: (02) 86517800 local 1149/1150.

A Fundação Inquirer apóia nossos líderes de saúde e ainda está aceitando doações em dinheiro para serem depositadas na conta corrente do Banco de Oro (BDO) '> link .